segunda-feira, 29 de dezembro de 2008

Criados para ser amados!

Este foi um ano muito especial! Jamais poderei mensurar ou descrever as coisas que o Senhor fez e gerou em mim. Ele curou áreas da minha vida que eu achava que nunca poderiam ser curadas, me libertou de sofismas, coisas que sempre me paralisavam e me impediam de ser tudo aquilo que Ele me criou para ser. Ele renovou a minha esperança, restaurou os meus sonhos, transformou a minha tristeza em alegria, e tem me ensinado a vencer o medo e a insegurança da caminhada, aprendendo a confiar em Seu amor que nunca falha e nunca me deixa só!

Ás vezes é difícil reconhecermos a presença de Deus e acreditarmos no Seu cuidado em circunstâncias tão adversas. Mas tenho aprendido que seguir a Cristo é uma escolha de fé. É andar apegado ás Palavras que saem da boca do Pai, e não naquilo que as minhas emoções apontam.

Algo que pedi muito ao Senhor este ano era que Ele me ensinasse a viver o verdadeiro Evangelho, que é puro e simples. É libertador, e não opressor, pois o foco não está mais no que eu faço, mas no que Jesus fez por mim! O Evangelho nada mais é do que um relacionamento de amor e afeto com Cristo, que nos cura, que nos preenche, que nos transforma a cada dia conforme a Sua imagem, nos capacitando a viver como Ele viveu.

O que foi mais libertador para mim nesse ano foi descobrir que eu não sou aquilo que eu faço. Ou seja, o meu valor para Deus não está nos meus talentos, dons, ou nas coisas que posso fazer para Ele. Ele me ama e tem prazer de se relacionar comigo porque sou filha. Só por isso. Parece algo simples, não é mesmo? Mas essa é a maior crise que o ser humano tem. Pois no mundo, as coisas não são bem assim. Somos aceitos por aquilo que temos ou fazemos. É incrível como uma pessoa pode ser completamente rejeitada de um grupo por não ter determinadas “virtudes”. Mas Deus nos criou para sermos amados. E somente Nele podemos encontrar esse amor eterno e fiel, que é incondicional, que não falha, que é fiel a nós e preenche o nosso viver! Longe Dele, jamais conseguiremos ser tudo aquilo que fomos criados para ser. É o amor de Deus que nos potencializa a viver a vida plena que Ele preparou para nós.

“Como é precioso o Teu amor, ó Deus! Os homens encontram refúgio à sombra das Tuas asas. Eles se banqueteiam na fartura da Tua casa; Tu lhes dás de beber do Teu rio de delícias. Pois em Ti está a fonte da vida; graças à Tua luz, vemos a luz.” (Sl 36:7-9)

Deixemos para trás nossas cisternas rachadas que não podem reter água, e corramos para Aquele que é a verdadeira fonte de vida inesgotável para nós!

Obrigada, Jesus!!!

Um comentário:

Rubens disse...

Oi Suelen tudo bom, como sempre seu Blog tá ótimo.. e muito edificante..